Blog Miallegra

Cuidados Pessoais Informativos

05/09/2020 / 24 dias atrás

Como escolher o primeiro vibrador?

Como escolher o primeiro vibrador?

Comprar um vibrador não é uma tarefa tão simples quanto pode parecer. A variedade de modelos, intensidades de vibração, tamanhos, materiais, marcas, cores, tudo influencia diretamente no seu prazer. Por isso é importante que antes de comprar o seu primeiro vibrador, você se informe para não ficar perdida! Existem cerca de 7 modelos e formatos de vibradores, veja a seguir:

1. Personal ou clássico:


 

É o modelo cilíndrico mais conhecido, em geral, possui a ponta ovolada para facilitar a penetração e possui um controle de vibração na sua base. É o modelo mais versátil. Pode ser usado sozinho, com o parceiro, junto com uma capa peniana ou sem nada. Ele é o coringa que toda mulher deveria ter.
 

2. Bullet:

São os modelos menores, também conhecido como mini-vibradores. Não são feitos para realizar penetração, apenas a estimulação no clítoris e toda a região íntima da vulva. Tem grande intensidade de vibração, o que torna ele um acessório perfeito para a masturbação feminina.
 

3. Ponto G:

Esse modelo chamado golfinho é o prêmio do CONCURSO lá no Instagram! Participe!
Este modelo chamado golfinho é o prêmio
do CONCURSO lá no Instagram! Participe!

Os vibradores Ponto G, possuem sua ponta curvada exatamente para estimular o polêmico ponto G feminino. Ele pode ter variações em relação ao seu corpo se parecendo mais com um vibrador Personal ou Rabbit. Se você sente muito prazer com a penetração, este é um tipo de vibrador que vai agradar ;)


4. Rabbit:

Um dos últimos modelo a ser criado especialmente pensados para o prazer feminino! Os Rabbits possuem dois vibradores: um maior dentro do vibrador e outro menor na sua lateral que deve ficar em contato com o clítoris. Em pesquisas foi provado que o clitoris é o maior responsável pelo prazer feminino, então já se prepare, utilizar um vibrador rabbit é um dos ingredientes perfeitos para um orgasmo inesquecível!

 

5. Vibrador em formato de U, especial para casais:
 


Quando o primeiro vibrador em formato U foi lançado sua proposta era de criar um vibrador que fosse um estimulador potente e ao mesmo tempo fizesse parte da relação entre o casal. Eles acertaram em cheio e o vibrador hoje é um dos mais comprados pelos casais que querem provar do prazer juntos.
 

6. Vibradores externos:

 

Além dos bullets, existe um modelo de vibrador muito popular fora do Brasil, mas pouco visto por aqui: são os vibradores conhecidos como vibradores externos, aqueles que não foram desenvolvidos para penetração. Um das marcas mais relevantes de vibradores externos é o Hitachi Magic Wand. Este é um dos modelos de vibrador mais antigos, foi lançado em 1968, e que continuam vendendo pelo mundo. Ele definitivamente não é bonito e a primeira vista pode até assustar, mas sua habilidade em proporcionar orgasmos poderosos é um ponto inquestionável. Sua estimulação fica restrita ao clítoris e toda a área da vulva.

Para penetração ele possui alguns acessórios que podem ser acoplados. Ele deixa a desejar no quesito barulho e tamanho, definitivamente não é um vibrador discreto.

 

- O tamanho do vibrador:

Temido por alguns e adorado por outros, existem todos os tipos de tamanho de vibrador que possa imaginar. Como é sua primeira vez procure escolher um tamanho padrão que se encaixa na sua proporção corporal, lembrando que no caso dos vibradores (e na vida) nem sempre tamanho é sinônimo de mais prazer. Os tamanhos de vibrador variam por volta de 16 a 20cm de comprimento para penetração e 12 a 14cm de grossura. Estas medidas costumam ser as mais populares.

- Cores:

Existem vibradores de todas as cores até furta-cor você consegue achar, mas claro os mais populares são as cores femininas: Rosa e Roxo. Algumas cores como prata, cromado, azul, vermelho, dourado, preto, também são fáceis de encontrar.

- Materiais:

O melhores materiais são sem dúvida os novos silicone e cyberskin (material que imita a textura da pele). Ambos são macios e extremamente confortáveis. Porém outros materiais como ABS, principalmente nos modelos mais simples como alguns vibradores bullet e personal fazem bem o seu papel e ajudam a tornar estes produtos mais acessíveis.

- Vibração e movimento: 

Não menos importante do que os outros aspectos a vibração e movimento variam entre cada modelo.

Quanto a intensidade, os vibradores mais simples costumam ter menos intensidades de vibração variando entre os níveis baixo, média e alto. Os modelos mais caros possuem além de outras velocidades funções pré-programadas, como é o caso de alguns modelos de rabbit que executam um plano de vibrações de forma a estimular ao máximo a mulher.

Já no quesito movimentos o mais comum como pode imaginar é a vibração. Porém algum modelos fazem movimentos mais complexos como esticar, vai-e-vem, ou movimento de rotação nos dois sentidos.

 


Conta pra gente lá no insta @miallegra o que você achou desse conteúdo!
A partir do momento que conseguimos fortalecer nosso amor próprio e abrimos espaço para descobrir do que gostamos ou não, vencemos, aos poucos, a barreira da vergonha em explorar nosso próprio prazer.?
O auto conhecimento sexual pode acontecer numa relação íntima e profunda com você mesma ?

 

 

Fonte: https://www.donacoelha.com/blog/dicas-essenciais-para-comprar-o-seu-primeiro-vibrador

 

 

 

 

Conta pra gente o que achou!

0 comentário

Deixe seu comentário

Comentário

Nome

E-mail

Quanto é 3 + 5?

NEWSLETTER

Digite seu e-mail

Não se preocupe, também não gostamos de SPAM :)